segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Um dia você acorda com medo de viver

O último post antes de dormir.. depois de 2 ou 3 dias sem grandes crises hoje a noite veio de novo.. e eu nem sei dizer como ou porque começa.. Eu já estava em Cps, tava vendo filme com a Ana; confesso que por vezes meu pensamento ia longe da tv, eu cansava e não queria mais ver, ou pelo menos não queria ficar mais ali, mas o frio que eu estava sentindo era absurdo ( tive que pegar 2 meias, tava com 2 blusas de frio e envolta por um edredon, meu nariz geladérrimo) e eu tbm to tentando me controlar, ou pelo menos controlar os impulsos e a ansiedade. Bom... assistimos uns 3 ou 4 episódios, e depois a Ana foi dormir.. não deu um minuto que ela levantou do sofá.. começou.. aquela angustia desenfreada.. vontade de chorar.. deitei no sofá, olhei para o nada e fiquei uns 2 minutos, até não conseguir conter as lágrimas.. resolvi disfarçar, distrair, peguei o computador.. resolvi abrir o blog e escrever.. mas não deu pra segurar, não conseguia parar de chorar. Vim para o quarto, antes que alguém notasse.. crise e mais crise de choro, angustia... desespero.. fui pro banheiro, espelho.. senta no chão, levanta... anda.. vai para a cama.. volta pro espelho.. resolvi dar um passo de confiança e procurar a Ana antes de fazer besteira, e aproveitando que não tinha mais ngm no quarto dela. Eu fui e voltei umas 3 vezes, antes de ter coragem de realmente entrar no quarto dela.. eu nem sabia oq falar, só sabia que precisava ter uma atitude aquela hora, pq amanha eu não saberia explicar.. Entrei chorando, ela ja tava meio dormindo, pedi desculpas por acordar.. não queria acordá-la, nem atrapalhar, mas se eu não fosse lá aquela hora eu não conseguiria explicar nem mostrar nunca o que acontece, ou como eu fico.. ainda que dessa vez em menor proporção.. Fiquei lá uns 5 minutos, até me "acalmar".. ela ficou segurando a minha mão... falei pra ela que tava tentando me controlar, buscar ajuda.. Quero que elas sintam confiança em mim, de que to disposta a me ajudar.. Deixei ela dormir, ela me disse pra voltar quantas vezes forem necessarias.. mas nao vou ficar acordando mais ela, nem hj, nem outro dia.. eu só precisava mostrar uma primeira vez como é que eu fico, como não sei oq fazer.. como é angustiante.. Para que se um dia ela ler aqui de novo me entenda..

Voltei para o quarto, chorei mais um pouco.. qdo foi melhorando, tentei me distrair com outra coisa, videos no youtube.. sei lá qq coisa só pra tirar o pensamento dali.. comecei a ler sobre depressão.. e apesar de não querer admitir, os sintomas são bem parecidos.. to um pouco assustada com isso.. mas vai passar, eu vou conseguir me controlar sem médico nenhum, muito menos remédio..

Nessa minha busca em ler sobre o assunto, descobri um filme chamado geração prozac.. nunca assisti, to baixando pra ver.. vi umas cenas no youtube.. e fiquei pasma, como eu me vi ali.. até o desespero pra se cortar, o descontrole.. me emocionei vendo algumas cenas e me sentindo exatamente daquele jeito, foi o único lugar que eu me vi retratada, pq as vzs nem eu msm sei explicar, por isso é tão dificil falar com as pessoas.. até coloquei como video favorito no fake tamanha semelhança... Realmente assustei, me sinto assim, me vejo agir exatamente da mesma forma, sem nunca ter visto o filme...

To cansada desse desespero inexplicavel... dessa angustia nas horas mais impróprias... da mesmisse de tds os dias... Comecei a pensar no que me espera amanha.. eu vou dormir pra que? vou acordar pra que? To cheia de trabalhos, cheia de coisas pra fazer, não to dando conta de nada.. to sem inspiração, travei, não flui, e mais que isso não to afim de fazer nada, não consigo pensar em nada que me motive.. é isso que mais me assusta..

video

Nenhum comentário: